Prefeito ameaça matar bóia-fria com 20 tiros no PR

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de setembro de 2003 as 10:36, por: cdb

O bóia-fria Apoliário da Luz foi ameaçado de morte pelo diretor do Hospital de Alto Paraná, Cláudio Golemba, que é prefeito da cidade de mesmo nome, localizada no Noroeste do Paraná. Golemba disse rindo que daria 20 tiros em Apolinário e depois perguntaria “qual o problema” do bóia-fria.

A vítima foi ameaçada depois de reclamar da falta de assistência médica na cidade. Ele quebrou a perna há quatro dias, mas a fratura não foi detectada pelo exame de raio-x do Hospital de Alto Paraná. Apolinário fez, então, um exame em uma clínica privada, que acusou a fratura. Foi depois disso que o diretor o encaminhou à Santa Casa.

Sem saber que estava sendo gravado, conforme o telejoral Bom Dia Brasil, Golemba fez a ameaça entre risadas. “Eu ando armado. Dou 20 tiros na cara dele. Vou agüentar vagabundo desses. Eu não. Sou homem.

ou queimar o cara e depois perguntar o que houve. Fui atirador da Escola do Exército brasileiro. 15 anos no Exército brasileiro (risos)”.