Prefeito Amazonino destaca política de qualificação dos servidores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de março de 2012 as 14:04, por: cdb

O prefeito Amazonino Mendes afirmou nesta quarta-feira (28) que a Fundação Escola de Serviço Público Municipal (FESPM) é uma realidade na formação e qualificação dos servidores municipais, sendo ferramenta fundamental para que a Prefeitura de Manaus tenha uma boa administração. Ele participou da apresentação da programação de mais de 100 cursos a serem oferecidos pela FESPM em 2012 e do lançamento do primeiro curso de Mestradoem Mobilidade Urbanae Governança, cuja aula inaugural foi proferida pelo presidente da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), Ailton Brasiliense Pires.

“A Prefeitura vem se esforçando com o trabalho notável na formação profissional, na qualificação dos servidores, e que vem avançando cada vez mais”, afirmou o prefeito ao chegar à solenidade. Ele lembrou que antes, a escola praticamente não desenvolvia atividades pedagógicas destinadas à formação, qualificação e aperfeiçoamento dos servidores públicos.

O prefeito destacou também a importância do lançamento do primeiro curso de Mestradoem Mobilidade Urbana, um dos principais desafios das grandes e médias cidades brasileiras. “A maior angústia das cidades é exatamente essa: a mobilidade urbana, a engenharia de transportes, engenharia de tráfego, de trânsito. Nós não temos nenhuma tradição, não temos nenhuma qualificação. Para vocês terem uma ideia, pela primeira vez na história da Prefeitura, começou-se a pensar na engenharia de trânsito, projeto de trânsito, organização efetiva do trânsito. E nada melhor do que este curso”, observou.

O curso de mestrado será oferecido pela Universidade Corporativa Municipal, criada em abril do ano passado pelo prefeito por sugestão da presidente da Fundação, Ângela Bulbol. Ele será executado em convênio com a Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Outra novidade na programação da FESPM para 2012 é o curso de aperfeiçoamento para a Copa de 2014 em diversas áreas. Embora tenha essa denominação, Amazonino Mendes observou que o curso não visa apenas a Copa, mas a cidade de Manaus como um todo. “Hoje todos nós falamos em Copa do Mundo, mas a Copa do Mundo é uma coisa passageira. Temos que investir, cuidar e criar as bases de melhoria da cidade para toda vida”, assinalou.

 

Secretaria Municipal de Comunicação – SemcomContato: 3625-6908semcom@pmm.am.gov.brReportagem: Eduardo Gomes