Preços se mantêm estáveis na construção civil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de abril de 2004 as 10:29, por: cdb

O Índice Nacional da Construção Civil em março foi de 0,80%, registrando uma variação de apenas 0,02 ponto percentual em relação a fevereiro (0,82%). Em relação a março de 2003, quando o Índice foi de 1,19%, houve queda de 0,39 ponto percentual.

Os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que no ano o custo da Construção Civil ficou acumulado em 2,12% e nos últimos 12 meses em 11,93%. A pesquisa aponta que o índice nacional de março foi pressionado mais fortemente pela alta de 4,53%, no Rio de Janeiro, por causa do dissídio salarial das categorias profissionais envolvidas no setor. O estado se destacou ainda nos acumulados do ano (5,66%) e dos últimos 12 meses (18,93%). O menor índice regional (0,06%) foi registrado no Piauí.

Na composição do custo nacional, o metro quadrado passou de R$ 463,61, em fevereiro, para R$ 467,31, em março, sendo R$ 267,62 relativos aos materiais e R$ 199,69 à mão-de-obra. Apesar da desaceleração de 0,13 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,80%), os materiais registraram alta de 0,67% em março. Já a parcela de mão-de-obra (0,98%) registrou alta de 0,14 ponto percentual em relação a fevereiro (0,84%).

O Índice Nacional da Construção Civil é calculado mensalmente pelo IBGE em convênio com a Caixa Econômica Federal e desde 2002 é usado como referência para delimitação dos custos de execução de obras públicas.