Preços de remédios genéricos disparam nos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 28 de dezembro de 2002 as 00:13, por: cdb

Os preços dos medicamentos genéricos estão subindo quase duas vezes mais que os medicamentos de marca, apesar de muitas companhias de seguro e o governo Bush estarem indicando a substituição como uma forma de economia.

A tendência deve continuar durante os próximos anos conforme os populares medicamentos de marca perdem suas patentes e os fabricantes introduzem versões genéricas a preços iniciais mais altos.

Esse aumento ocorre por diversas razões. Primeiro, um grande número de patentes para medicamentos de marca expiram este ano, permitindo que os fabricantes de remédios genéricos entrem no mercado. Os fabricantes de medicamentos genéricos geralmente cobram mais caro quando as primeiras versões genéricas de caros remédios chegam às prateleiras das farmácias.

Além disso, a indústria de genéricos está se consolidando, deixando poucas companhias competirem com os preços dos genéricos mais velhos. E os varejistas e farmácias descobriram que podem ter lucros mais altos com os remédios genéricos e ainda oferecem preços que tipicamente estão abaixo daqueles afixados para os medicamentos de marca.

A tendência preocupa as pessoas que viam nos medicamentos genéricos uma forma de manter os custos médicos baixos para os americanos, sem privá-los dos tratamentos necessários.

O rápido aumento de preço segue uma proposta feita pelo presidente Bush para ajudar os medicamentos genéricos alcançarem o mercado de maneira mais rápida, um plano que é oposto pelos fabricantes de remédios de marca. A proposta limitaria a possibilidade de uma companhia estender a patente para qualquer medicamento enquanto disputa seus direitos.

Os medicamentos genéricos, réplicas químicas dos remédios de marca, quase sempre custam menos, e até o ano passado seus preços cresciam menos que o preço dos medicamentos de marca. Mas no ano passado, os preços dos genéricos subiram quase duas vezes mais que todos os remédios de marca. E nos dez primeiros meses deste ano, a tendência continua.

A média de preço de um medicamento genérico subiu 15%, de US$ 12,79 para US$ 14,70, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a IMS13 Health, uma companhia farmacêutica. Os preços de todos os remédios de marca, incluindo aqueles que não têm competição genérica, subiram 8,8%, em média, para US$ 77,02 de US$ 70,79. As médias de preço representam o gasto total dos medicamentos genéricos dividido pelo número das prescrições escritas.