Preço do petróleo dispara com incêndio na Itália e tensão no Irã

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 1 de maio de 2006 as 12:40, por: cdb

Os preços do petróleo superavam os US$ 72 o barril nesta segunda-feira, após um incêndio em uma refinaria da Itália somar-se às preocupações do mercado em relação à oferta em meio à crise nuclear no Irã. Um incêndio no final de semana fechou a produção de 160 mil barris por dia da refinaria Impianti Nord.

O contrato futuro em Nova York chegou a subir 0,79 dólar, ou 1 por cento, a US$ 72,63 o barril. Às 10h46, (horário de Brasília) ele era cotado em alta de US$ 0,42, a US$ 72,30. Em Londres, o preço avancou US$ 0,74, a US$ 72,76 o barril, para depois subir US$ 0,45.

Tensão no Irã

O Irã negou, nesta segunda-feira, a acusação de Bagdá de que soldados iranianos tenham atacado posições curdas na fronteira iraquiana e avançado cinco quilômetros dentro do Iraque para atacar rebeldes curdos. Os territórios curdos no Irã próximo da fronteira do país com o Iraque passam por período conturbado desde julho. Diversos membros das forças de segurança do Irã e curdos morreram em série de protestos nas ruas e trocas de tiros.

O ministro da Defesa do Iraque disse no domingo que as tropas iranianas tinham cruzado a fronteira para atacar posições do Partido dos Trabalhadores Curdos em 21 de abril. O Irã acusa Pezhak, braço iraniano do Partido, de matar vários de seus soldados.

– Tais notícias são negadas – disse o porta-voz do governo do Irã Gholamhossein Elham, quando questionado sobre as acusações iraquianas e reportagem da rede de TV Al Jazeera de que o Irã estava reunindo tropas em áreas curdas.

As fronteiras montanhosas do oeste do Irã sempre foram muito militarizadas por causa da tensão étnica e por serem rotas de contrabando.