Pré-candidatos pressionam PSDB a promover debates com Serra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 13:56, por: cdb

Pré-candidatos pressionam PSDB a promover debates com Serra

Por: Redação da Rede Brasil Atual

Publicado em 29/02/2012, 16:15

Última atualização às 16:33

Tweet

São Paulo – Depois de ver seus projetos políticos atropelados pela entrada em cena de José Serra para disputar a prefeitura de São Paulo, José Aníbal e Ricardo Tripoli, os pré-candidatos tucanos que ainda pretendem disputar as prévias da legenda tentam forçar a escolha da indicação do PSDB à eleição municipal apenas depois de novos debates entre os postulantes. O desejo foi comunicado hoje (29) por carta aberta dirigida à direção do PSDB paulistano.

Ambos propõem que a Executiva municipal tucana organize ao menos dois debates, com a presença de Serra, para que todos apresentem suas propostas para a cidade. “Afinal, teremos agora quase um mês para a nova campanha. Precisamos manter a chama acesa entre os filiados”, diz a nota.

No comunicado, Aníbal e Tripoli relembram a tensão e a divisão provocada entre os correligionários, com a divulgação do desejo do ex-governador de voltar-se para a disputa na capital paulista, para explicar por que reivindicam a retomada dos encontros e discussões entre pré-candidatos.

“Em nome do que construímos neste processo, nossa preocupação agora é com a continuidade do debate interno criado em torno das prévias, que está oxigenando o partido e revigorando a militância. Nos últimos meses, foram seis debates, incluindo as regionais da cidade e com a participação dos 58 diretórios”, diz o comunicado.

O presidente municipal do PSDB, Julio Semeghini, ainda não se manifestou sobre o comunicado dos ainda postulantes à indicação. Serra convocou uma entrevista coletiva ainda na tarde de hoje, para falar sobre sua candidatura.

Leia a íntegra da nota de Aníbal e Tripoli.

Carta aberta de José Aníbal e Ricardo Tripoli à direção municipal do PSDB

Nós, pré-candidatos do PSDB à Prefeitura de São Paulo, manifestamos ao Presidente da Executiva Municipal, Júlio Semeghini, nossa preocupação em relação ao processo pelo qual as prévias do partido, marcadas para o próximo dia 4, foram adiadas para o dia 25. Reiteradas vezes, diversas lideranças partidárias estabeleceram o dia 11 como alternativa apresentada à militância e a nós, pré-candidatos registrados – que havíamos nos oposto a qualquer mudança.

Na reunião de ontem à noite, caminhava-se para o consenso: aceitaríamos o dia 11, tendo como contrapartida a realização de um grande debate entre os três pré-candidatos. Seria uma forma de prestigiar a militância e dar a oportunidade para que se discutisse em fórum aberto os programas de cada um de nós.

No entanto, uma proposta apresentada na última hora e levada imediatamente à votação na Executiva resultou no adiamento para o dia 25, o que não havia sequer sido aventado antes. O resultado foi uma divisão expressa: 10 votos a favor, 8 votos contrários.

Em nome do que construímos neste processo, nossa preocupação agora é com a continuidade do debate interno criado em torno das prévias, que está oxigenando o partido e revigorando a militância. Nos últimos meses, foram 6 debates, incluindo as regionais da cidade e com a participação dos 58 diretórios. Centenas de militantes participaram de cada um deles, debatendo diretamente com os candidatos suas propostas, anseios, reivindicações.

Neste sentido, propomos que o presidente e a Executiva Municipal se comprometam com a realização de ao menos dois debates com a militância do partido, em que, além de os pré-candidatos apresentarem suas propostas para a cidade de São Paulo, possam ouvir de nossos filiados o que esperam da candidatura tucana. Afinal, teremos agora quase um mês para a nova campanha. Precisamos manter a chama acesa entre os filiados. Um exemplo que o PSDB paulistano está oferecendo ao país para a escolha em prévias do seu candidato a prefeito da capital.

São Paulo, 29 de fevereiro de 2012