Possibilidade de vitória de Lula no primeiro turno faz Serra intensificar ataques

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 17 de setembro de 2002 as 23:08, por: cdb

A possibilidade de o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), Luiz Inácio Lula da Silva, líder nas pesquisas eleitorais e com tendência de crescimento verificada na reta final da campanha, vencer as eleições presidenciais no primeiro turno, levou o seu principal adversário, José Serra, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), a intensificar seus ataques nesta terça-feira.

Tanto no rádio, em seu site (www.joseserra.com.br), como na TV, Serra dedicou o tempo e o espaço disponíveis para atacar Lula, questionando, entre outros fatos, a escolaridade do petista, que é torneiro mecânico.

Na TV, uma atriz mostrou um edital e disse que a Prefeitura de São Paulo, governada por Marta Suplicy, do PT, exige diploma universitário para o cargo de fiscal de rua.

“Já o candidato à Presidência diz que, para ser presidente, não precisa de diploma”, afirmou a atriz, mostrando um slogan criado pelos marqueteiros de Serra: “Lula, ou ele esconde o que pensa ou não sabe o que diz”.

No site, Serra pergunta, em um texto endereçado aos eleitores, sobre quem seria mais competente para negociar com presidentes como George W.Bush, dos Estados Unidos, ou Jacques Chirac, da França. Serra ou Lula? Em seguida, afirma que o presidente terá de ser “preparado e experiente”.

Como fez para atacar o candidato do Partido Popular Socialista (PPS), Ciro Gomes, Serra também está criando um slogan atrás do outro para atingir Lula. O mais novo é: “Atenção, este PT você não vê na TV”, após exibir trechos antigos de dirigentes do partido.

No programa de rádio de Serra, houve a participação do analista político Beto 45, um aliado do PSDB, que também atacou Lula.

“O Lula e o PT davam como certa a ida de Ciro Gomes para o segundo turno. Enganaram-se. O candidato do PPS cometeu seguidos erros e não pára de cair nas pesquisas. Agora, os petistas tentam fazer você acreditar que vão vencer ainda no primeiro turno. Imagino que vão até incentivar o Ciro a renunciar. Para quem sai de mãos dadas com o Quércia e afaga o Maluf, tudo é possível”, disse o analista.

Ainda nesta terça-feira, ao afirmar que Lula é contrário ao tratado de não proliferação nuclear, Serra disse que entende que Lula é a favor da bomba atômica.

Lula reage

Lula reagiu de maneira contida aos ataques de Serra e disse que pretende manter a mesma estratégia de mostrar suas propostas ao povo brasileiro.

O presidenciável afirmou também que não está convencido de uma possível vitória no primeiro turno e que continua trabalhando para ganhar a eleição, seja no dia 6 ou em 27 de outubro.

Lula fez um apelo para que seu adversário, em um possível segundo turno, mantenha o nível da campanha e tenha um “espírito democrático elevado”.

Sobre os ataques de Serra a respeito de sua escolaridade, Lula respondeu que esse tipo de estratégia poderá se voltar contra o próprio tucano.

“É impensável que a elite brasileira no novo milênio ainda faça política baseada no preconceito. Se Deus quiser e eu for presidente, nenhuma das decisões que tomarei será sozinho. Não quero ser um presidente solitário. Quando eu viajar, e vou viajar a trabalho, levarei especialistas comigo. Pretendo ensinar a elite brasileira como governar o país”, disse Lula.

Lula sobe mais dois pontos e
pode vencer no primeiro turno

O candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, subiu 2 pontos e está com 48% dos votos válidos, segundo a última pesquisa Ibope, divulgada nesta terça-feira no Jornal Nacional, da Rede Globo. Lula passou de 39% para 41% das intenções de votos. Para decidir a disputa no primeiro turno, ele precisaria de 50% dos votos válidos (descontados os em branco e nulos) mais um. Na rodada anterior, Lula tinha 45% dos votos válidos.

Ciro Gomes (PPS) caiu pela quarta rodada consecutiva e foi numericamente ultrapassado por Anthony Garotinho (PSB). O candidato do PPS perdeu 3 pontos e foi de 15% para 12%. Já o ex-governador do Rio oscilou posi