Portugal Telecom vende todas suas ações no UOL por mais de R$ 140 milhões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 as 10:44, por: cdb
A Portugal Telecom não participa mais do portal UOL

O portal e provedor de acesso à Internet UOL informou que a Portugal Telecom vendeu o total de sua participação na companhia para a Folhapar, empresa controlada por João Alves de Queiroz Filho, fundador da gigante de bens de consumo Hypermarcas. A companhia portuguesa possui 34.571.362 ações da empresa de Internet, sendo 22.998.403 ordinárias e 11.572.959 preferenciais, equivalentes a 29% do capital total.

Se considerado o preço de fechamento dos papéis preferenciais do UOL na quarta-feira, que foi de R$ 12,79, a Portugal Telecom receberia cerca de R$ 148 milhões por este grupo de ações. Já as ações ordinárias da empresa não são negociadas em bolsa, por estarem totalmente concentradas entre sócios privados – sendo 61,7% nas mãos da Folhapar e 38,3% da Portugal Telecom –, impedindo o cálculo estimado do valor da operação como um todo.

Após vender sua fatia na Vivo à espanhola Telefónica por 7,5 bilhões de euros, no final de julho, a Portugal Telecom adquiriu participação minoritária na Oi, negócio que deve ser concluído até ao final do primeiro trimestre de 2011. Maior grupo de telecomunicações do Brasil, a Oi é detentora do portal IG, um dos principais concorrentes do UOL no mercado brasileiro de Internet.

A conclusão da aquisição e transferência das ações, no entanto, ainda está condicionada à renúncia ao direito de preferência que a Folhapar detém na aquisição das ações do UOL, conforme documento ao mercado. Ainda segundo o comunicado, a operação não altera a estrutura de controle ou de administração do UOL, que não revelou os valores envolvidos no negócio.

O comunicado foi feito no final da noite passada, quando o UOL também anunciou a conclusão da compra da norte-americana Diveo Broadband Networks (DBNI), por meio de sua subsidiária DH&C, por R$ 693,5 milhões à vista. Um valor adicional de R$ 19,4 milhões foi depositado em conta-garantia para futuros ajustes, informou o UOL na véspera. A aquisição, que teve acordo firmado em 13 de dezembro, será realizada nos Estados Unidos, envolvendo a DH&C Merger Sub, subsidiária integral da DH&C, e a DBNI, especializada em centros de dados e hospedagem de websites nos mercados brasileiro e colombiano.

Comments are closed.