População de áreas ‘pacificadas’ reclama de abuso

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de setembro de 2011 as 12:17, por: cdb
Os moradores do Complexo do Alemão denunciaram que o Exército decretou toque de recolher

A população de várias comunidades pacificadas do Rio está com dificuldades de ter uma convivência harmônica com policiais militares. O clima está tenso. Garrafas com pedras, coquetel molotov, paus e pedras estão sendo utilizados pelos moradores, que alegam abusos nas abordagens póliciais.

As ocorrências de violência estão se repetindo em várias comunidades: Morro do Turano, Rio Comprido (Zona Norte), Cidade de Deus (Zona Oeste) e até no Complexo do Alemão – pacificado em novembro do ano passado -, onde o comando está nas mãos de homens do Exército.

Os moradores do Complexo do Alemão denunciaram que o Exército decretou toque de recolher na Rua Dois, na noite passada e na madrugada desta terça-feira. Segundo informações da rádio CBN, os militares da Força de Pacificação teriam entrado novamente em confronto com moradores da comunidade, no mesmo local onde ocorreu um tumulto no domingo à noite.

As luzes na Rua Dois, ao lado da Estação do Teleférico Itararé, foram desligadas pelos militares, ainda de acordo com as denúncias.

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou inquérito civil para investigar a atuação dos militares envolvidos no tumulto com moradores no Complexo do Alemão no último domingo.

Comments are closed.