Policiais civis e comerciantes são denunciados por contrabando em MG

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 6 de outubro de 2003 as 17:20, por: cdb

A Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Araxá, a 360 quilômetros de Belo Horizonte, entrou com uma ação civil de improbidade administrativa nesta segunda-feira contra quatro policiais civis e dois comerciantes. Eles são acusados de facilitar o contrabando de cigarros vindos do Paraguai.

De acordo com a ação, os policiais teriam abordado um ônibus de passageiros e mercadorias do Paraguai, na BR-262 e o conduziu até a periferia de Araxá, onde os cigarros foram transferidos para outro veículo.

Esses produtos foram liberados após o pagamento de R$ 4 mil como propina. Os dois comerciantes, também da cidade, negociaram as mercadorias. Eles estão sendo denunciados por induzir e concorrer com a prática de atos de improbidade administrativa.

O Ministério Público pediu à Justiça que os acusados sejam afastados dos cargos ou que tenham o exercício de suas funções públicas suspenso até que o caso seja julgado.