Polícia suspeita da existência de outros “laranjas” no caso do dossiê

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 30 de outubro de 2006 as 22:16, por: cdb

A Polícia Federal do Mato Grosso confirmou nesta segunda-feira que os US$ 109,8 mil saíram da agências de câmbio Vicatur, de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro e disse suspeitar que outros “laranjas” possm ter sido utilizados para a compra do dossiê.

Através de diligências, a PF tem investigado outros “laranjas” ligdos a Vicatur. Eles podem ter sacado a diferença do dinheiro reunido por petistas. Ainda não se sabe se o restante dos dólares saiu da Vicatir ou de outras três casas de câmbio em Santa Catarina e São Paulo. A Polícia também tem feito uma análise de saques dos sigilos bancários obtidos dos envolvidos com o cruzamento de dados.

Nesta semana a PF deverá começar a indiciar os petistas envolvidos no caso por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e crime contra o sistema financeiro.