Polícia prende travestis acusados de roubarem empresário em São Paulo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 11 de junho de 2003 as 11:32, por: cdb

Os travestis conhecidos como Mickeli e Raiani foram presos acusados de assaltar o empresário Josué dos Santos Ferreira, 34, nesta madrugada, na região da Saúde, Zona Sul de São Paulo. A vítima disse ser um dos suplentes a deputado federal pelo PL.

Por volta da 0h30, Ferreira passava com seu carro Vectra pela avenida Itacira, quando foi abordado por Delson Oliveira Nascimento, 23, a Mickeli, e Jailson Pequeno de Lima, 28, a Raiani.

O empresário disse à polícia que trafegava em baixa velocidade, a cerca de 10 km/h, com os vidros do veículo abertos, quando, de repente, um dos travestis “pulou” pela janela, agarrou seu pescoço e retirou a chave do contato.

Na sequência, outro travesti abriu a porta do veículo e anunciou o assalto. O empresário brigou com a dupla, que roubou uma pasta modelo 007, um relógio e a chave do Vectra.

Testemunhas presenciaram a briga e acionaram a PM. Quando os policiais chegaram ao local, seguiram até um grupo de travestis parados na calçada da avenida. A dupla confessou o roubo e indicou o local onde estava o material do empresário. A chave do Vectra estava jogada na calçada e a maleta e o relógio, em um jardim de uma casa.

Volta no quarteirão

Os travestis, no entanto, disseram que foram convidados a entram no carro e, enquanto davam uma volta no quarteirão, o empresário reclamou da dupla. Os travestis foram deixados na avenida.

Segundo a dupla, Ferreira negou-se a pagar R$ 10 a cada um. Nervosos, os acusados disseram que “tempo é dinheiro” e, segundo eles, levaram a pasta, o relógio e a chave do carro.

O empresário teve o terno rasgado e sofreu escoriações. Os travestis foram presos e levados ao 16º DP (Vila Clementino).

Ferreira disse à polícia ser oitavo suplente. O diretório regional do PL analisa se ele faz parte do partido. O PL tem quatro deputados por São Paulo na Câmara.