Polícia prende suspeitos de executarem perueiro no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 12 de junho de 2003 as 17:38, por: cdb

Foram presos nesta quinta-feira o policial militar Ênio Fiocchi, e seu irmão, o bombeiro Flávio Fiocchi, acusados de mandar matar e executar na noite da última terça-feira o perueiro e ex-policial militar, Antônio Silva Bastos, 45. Ele foi morto na porta de sua casa, em Bangu (zona oeste do Rio), com oito tiros.

Na última quarta-feira, três mandados de prisão temporária foram expedidos em nome de Ênio, Flávio e de Luciano Rodrigues dos Santos. De acordo com a polícia, Flávio e Luciano são os executores do crime e Ênio, o mandante.

A polícia suspeita que Bastos foi morto por se negar a pagar “pedágio” a Ênio e a Flávio para continuar trabalhando no transporte alternativo, fazendo o trajeto Bangu-Jardim Bangu.

Há denúncias no 34º Distrito Policial (Bangu) de que em abril Ênio ameaçou de morte perueiros quem se recusassem a lhe pagar a quantia de R$ 100 por semana. Santos continua foragido.