Polícia pede prisão da jovem que forjou seqüestro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 18 de outubro de 2003 as 14:16, por: cdb

A justiça do Rio de Janeiro pediu a prisão preventiva da estudante Ethiene do Patrocínio Viana, de 26 anos, que forjou o seu próprio seqüestro para tirar dinheiro da família. Ela poderá ser denunciada por roubo duplamente qualificado, que prevê pena de três a oito anos de prisão. A família disse que a estudante havia sido internada em uma clínica psiquiátrica, mas a polícia diz que a jovem não está no local.

O namorado da estudante, um adolescente de 16 anos, que também participou do assalto, entregou-se à polícia na última quinta-feira. Uma terceira pessoa, Edgard Paulino Vieira, de 25 anos, que também está envolvido, ainda não foi encontrado.

A estudante forjou ter sido levada como refém por bandidos que roubaram o apartamento da família na Ilha do Governador, Rio de Janeiro. Os bandidos levaram R$ 8 mil, jóias, aparelhos de som e DVD. Durante o assalto, o pai de Ethiene reagiu e foi ferido a facadas. No dia seguinte, Ethiene confessou ao delegado da 37ª DP, José Pedro Costa da Silva, que planejou o assalto com um dos “sequëstradores”, que é seu namorado e que fez isso por amor ao rapaz, a quem sustentava. O rapaz mora na Vila Operária, em Duque de Caxias.