Polícia interdita fábrica clandestina de cigarros

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 19 de setembro de 2003 as 00:09, por: cdb

Policiais interditaram na última quinta-feira uma fábrica clandestina de cigarros na Penha.
 
Segundo a polícia, a fábrica produzia três tipos de cigarro sem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Ninguém foi preso, mas 300 mil maços prontos para comercialização foram apreendidos no local.

Os responsáveis pela indústria podem responder por crime contra a saúde pública, cuja pena é de até 15 anos de prisão. A polícia também vai investigar duas empresas com sede em paraísos fiscais que aparecem no contrato social como proprietárias da fábrica de cigarros.

De acordo com a força-tarefa contra a pirataria, a fábrica pertenceria a Ari Natalino da Silva. Ele está sendo processado por sonegação fiscal e adulteração de combustíveis