Polícia está sufocando o tráfico, diz Garotinho

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de outubro de 2003 as 20:34, por: cdb

O secretário estadual de Segurança Pública, Anthony Garotinho, considerou que os últimos ataques de bandidos no Rio, como os que resultaram na morte de dois policiais na madrugada desta quarta, é uma reação do tráfico à maior presença da polícia nas ruas e no cerco às favelas e aos morros.

Garotinho fez o comentário hoje de manhã, após a cerimônia de diplomação da primeira turma de alunos da Escola Estadual de Pesca Ascânio de Faria, em São Gonçalo, da qual foi patrono.

– Não existe área dominada por ninguém. A polícia deve entrar onde for necessário e isso provoca uma reação por parte dos traficantes. Eles estão ficando sufocados pela polícia – afirmou o secretário.

Garotinho disse ainda que estudos da inteligência da Secretaria de Segurança demonstram o enfraquecimento gradativo do crime organizado, com uma relativa queda nos números de venda de drogas. “Além disso, há um aumento no número de apreensão de armas de fogo”, acrescentou.

O secretário garante que a orientação da Secretaria é para que o policiamento garanta prioritariamente a segurança e tranquilidade da população, mas adverte: “A polícia não pode mostrar-se vacilante diante da ação dos traficantes”.

Em relação aos disparos feitos esta madrugada contra as vidraças da agência do Banerj, na Avenida Presidente Vargas, no Centro, o secretário disse que o laudo do exame de balística comprovou que os tiros partiram de armas leves. “Provavelmente, foram disparos feitos aleatoriamente”, completou.