Polícia afirma ter encontrado arma usada para assassinar Chediak

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de maio de 2003 as 18:34, por: cdb

A Polícia Civil afirma ter encontrado a arma utilizada para assassinar o produtor musical Almir Chediak, 52, no último domingo (25), em Petrópolis, região serrana do Rio. Dois acusados pelo crime estão presos.

Idealizador da série de songbooks em homenagem a compositores brasileiros, Chediak foi assassinado com quatro tiros no rosto após ter a casa roubada. A namorada do produtor, Sanny da Costa Alves, 34, que estava com ele no momento do crime, nada sofreu.

A arma foi encontrada no bairro Alto Independência, mesmo local onde os criminosos queimaram o carro de Chediak e onde foram localizados objetos roubados da casa do produtor.

Presos

Um dos acusados, Roberto Carlos dos Prazeres, 35, apontado como o responsável pelos tiros, trabalhava em uma casa na mesma rua da residência do produtor. Ele foi preso na manhã da última terça-feira na rodoviária de Petrópolis, quando se preparava para deixar o município.

Segundo a polícia, ele atirou contra Chediak por medo de ser reconhecido.

O outro acusado é Generino Pedro da Silva, 36, preso na noite da última segunda-feira (26).

Seqüestro

Chediak e a namorada foram rendidos na noite do último domingo (25). A dupla teria invadido a casa para roubar objetos e ficou esperando o casal – que havia saído – para levar também os cartões de crédito.

Segundo depoimento da namorada do produtor, eles foram levados até a estrada do Rocio, onde Chediak foi assassinado.