‘Pobres terão preferência’, diz Lula em seu primeiro pronunciamento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 30 de outubro de 2006 as 10:54, por: cdb

O presidente reeleito Luiz Inácio Lula da Silva disse, no primeiro pronunciamento após a confirmação de sua vitória, que os pobres serão prioridade no segundo mandato.

– Os pobres terão preferência em nosso governo. As regiões mais empobrecidas terão mais atenção. Queremos tornar o Brasil mais justo, econômica e socialmente – destacou Lula.

Ele completou, sob aplausos:

– As bases estão construídas, não temos mais tempo a perder.

O presidente disse contar com o apoio dos governadores eleitos e partidos derrotados para conquistar esses avanços.

– Os adversários são as injustiças sociais e a miséria. Temos que fortalecer o país – sublinhou.

Já a reforma política, garantiu Lula, terá preferência no primeiro ano do segundo mandato. A proposta será discutida junto ao Congresso Nacional, segundo ele. Neste segundo mandato, Lula também afirmou que a relação com Congresso Nacional deverá ser mais próxima. Ele pretende conversar com todas as forças políticas do Senado e da Câmara dos Deputados até o final de dezembro.

– Aprendemos lições importantes na relação com o Congresso neste primeiro mandato. Por isso, irei interferir mais diretamente nas negociações com o Legislativo – disse.

Para o presidente, o Congresso tem “muitas cabeças pensantes”, o que é bom para a democracia.

– Quero chamar todos para uma conversa. E não haverá veto a ninguém. Se essa pessoa não quiser conversar, gostaria de saber o porquê – disse.

Para completar, Lula afirmou:

– O Legislativo precisa trabalhar em prol das causas do povo.

Antes do pronunciamento do presidente, o porta-voz André Singer informou que o candidato derrotado Geraldo Alckmin telefonou para Lula para cumprimentá-lo pela vitória.