Plataforma de petróleo será construída no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 26 de março de 2004 as 11:21, por: cdb

Foi confirmado nesta sexta-feira que a plataforma P51, pertencente a Petrobras, será construída no Estado do Rio de Janeiro, em Angra dos Reis, no Estaleiro Brasfells (antigo Verolme) e terá seu casco, sistema flutuante, construído na empresa Nuclep, em Itaguaí.

Segundo o secretário Wagner Victer, é uma grande conquista, pois o casco é uma estrutura flutuante de cerca de 14 mil toneladas, que seria construída no exterior, e ficando no país proporcionará cerca de 2000 empregos diretos. A construção do casco atende a uma sugestão da Governadora Rosinha Garotinho ao Presidente Lula, em 19 de dezembro último, durante a assinatura do contrato para construção da plataforma P52, praticamente similar a esta e que terá o seu casco construído em Cingapura.

– Na ocasião a Governadora lançou um desafio tecnológico, de que se construísse este sistema no país, comprometendo-se o Estado a dar incentivo fiscal para viabilizar tal operação. É esperada a geração de 2.500 empregos em Angra dos Reis, no Estaleiro Brasfells.

Segundo Victer, deverão ser construídos na Nuclep os “pontoons” (flutuadores), que são quatro, e as colunas também em número de quatro, e parte da estrutura superior da plataforma. Estas estruturas serão construídas em 24 blocos separados com peças de até 600 toneladas que serão transportadas por carretas especiais até o porto da Nuclep, sendo levadas por balsas para serem montadas e constituir o casco definitivo em Angra dos Reis.

O Presidente da Nuclep, Jayme Cardoso, destacou a importância deste acontecimento, visto que a Nuclep encontrava-se com cerca de 90% de ociosidade e o papel do Governo do Estado, que participou da concepção inicial do projeto, demonstrando sua viabilidade técnica, quando poucos acreditavam nesta possibilidade. “O compromisso público da Governadora Rosinha em dar o incentivo fiscal para viabilizar sua construção na Nuclep foi fundamental para viabilizar essa construção, que revitalizará a Nuclep.”

O secretário Victer destacou a sensibilidade da Petrobras em atender ao pleito da Governadora, e informa que a Governadora Rosinha, diante do atendimento do seu pleito, deverá assinar decreto instituindo o incentivo fiscal nas próximas semanas, de maneira que a Petrobras possa assinar os contratos ainda no mês de abril.