Pinochet guarda fortuna em ouro na Ásia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de outubro de 2006 as 14:07, por: cdb

Ex-ditador chileno, Augusto Pinochet guarda numa conta de um banco de Hong Kong cerca de nove mil quilos de ouro, estimados entre US$ 160  e US$ 180 milhões, informaram nesta terça-feira dois jornais chilenos, citando fontes judiciais. O governo declarou na terça-feira que já adotou medidas para confirmar a existência dos fundos. O depósito, segundo as informações publicadas por El Mercurio e La Nación, estava no nome de  Augusto Pinochet Ugarte no Hong Kong & amp; Shangai Banking (HSBC). De acordo com os jornais, as autoridades de Hong Kong informaram a existência do ouro ao Chile, por meio do Ministério de Relações Exteriores.

Ministro das Relações Exteriores do Chile, Alejandro Foxley confirmou que recebeu informações sobre a suposta ocultação de ouro. A fortuna não havia aparecido até agora nas investigações contra o ex-ditador por contas descobertas no exterior, no valor de US$ 27 milhões. Segundo ele, “será muito grave” se a informação for confirmada, e as contas relacionadas ao caso teriam de ser congeladas.

Durante o governo Pinochet, entre 1973 e 1990, calcula-se que houve três mil mortos ou desaparecidos. Outras 28 mil pessoas foram vítimas de torturas, incluindo a atual presidente Michelle Bachelet. Até agora, Pinochet, de 90 anos, conseguiu se livrar de um julgamento por violações de direitos humanos e delitos financeiros, alegando problemas de saúde física e mental.