PF pode indiciar 15 laranjas envolvidos com o dossiê contra tucanos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007 as 20:17, por: cdb

O delegado Diógenes Curado Filho pretende indiciar mais de 15 pessoas sob a acusação de terem atuado como laranjas no episódio do dossiê contra políticos do PSDB. Os indiciamentos por crime contra o sistema financeiro nacional dependem apenas do retorno do inquérito à Polícia Federal de Mato Grosso.

O ministro Sepúlveda Pertence, do Supremo Tribunal Federal (STF), deve decidir nos próximos dias se acompanha ou não o parecer do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza. Emitido na última sexta-feira, o parecer recomenda ao STF a anulação do indiciamento por crime eleitoral do senador Aloizio Mercadante (PT-SP), que tem foro privilegiado.

Os laranjas teriam sacado em casas de câmbio parte do montante (R$ 1,75 milhão) utilizado na negociação do dossiê. A principal agência é a Vicatur, localizada em Nova Iguaçu (RJ), na Baixada Fluminense.

– Ainda vou pedir o cruzamento de ligações telefônicas -, disse Curado Filho, sobre a continuidade das investigações.

Curado considerou “preocupante” a anulação do indiciamento de Aloizio e informou que ainda não teve acesso ao parecer do procurador-geral da República para definir outras ações.