PF investiga recrutamento de índios pelas Farc

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 3 de outubro de 2003 as 16:03, por: cdb

Guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) têm recrutado índios brasileiros, no Amazonas. A informação é da Polícia Federal brasileira, divulgada nesta sexta-feira, pela Agência Reuters. Dois índios prestaram depoimento às autoridades e informaram que teriam sido capturados pelas Farc, mas conseguiram fugir e comunicaram o fato a agentes federais em São Gabriel da Cachoeira..

– Essa é a primeira prova oficial do recrutamento, baseado nas evidências de parentes dos recrutados. É uma confirmação de que as guerrilhas estão recrutando brasileiros, a maior parte deles índios – afirmou à Reuters um porta-voz da polícia federal em São Gabriel da Cachoeira. 

Os dois índios, segundo afirmou o porta-voz da PF, voltavam para ao Brasil após tentar, sem sucesso, trabalhar no comércio de ouro na Venezuela, quando os integrantes das Farc convidaram-nos para beber, ao norte da fronteira com o Brasil, em Cucui, cidade a 160 quilômetros de São Gabriel. Eles foram levados para a cidade de San Felipe, na Colômbia, e escaparam três dias depois.

A dupla foi capturada pela polícia ao cruzar a fronteira. A PF suspeita que dezenas de índios brasileiros têm sido recrutados desta forma. As autoridades também acreditam que as guerrilhas estão entrando em território brasileiro para forçar jovens índios, de cerca de 15 anos, a juntar-se a eles.

– Eles entram nas comunidades ou viajam pelos rios procurando por jovens e os levam para as Farc – afirmou um funcionário da PF à agência, que não quis se identificar. Mas ele também diz que não há provas disponíveis sobre esta suspeita.

A polícia federal vem investigando, há anos, a ação das Farc e dos traficantes de droga nas tribos fronteiriças à Colômbia, e crê que os índios são utilizados como força de trabalho para carregar suprimentos e facilitar a entrada de aviões clandestinamente na floresta amazônica.