Pezão anuncia investimentos de R$ 1,8 bilhão em obras no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de março de 2007 as 11:43, por: cdb

O vice-governador e secretário de Obras do Estado do Rio, Luiz Fernando Pezão, anunciou que o Governo do Estado vai investir R$ 1,8 bilhão em obras. Entre os principais projetos que serão executados estão a recuperação de todo o complexo do Maracanã, as obras de saneamento da Barra da Tijuca, a recuperação de hospitais e escolas e o Arco Rodoviário.

Luiz Fernando Pezão comemorou os 65 dias de governo apontando os avanços do Estado num ano difícil em termos de orçamento. Para ele, a parceria com o governo federal tem sido fundamental para que o Rio de Janeiro possa manter seu crescimento e a melhoria da qualidade de vida dos fluminenses.

Desde o início do governo já foram repassados pela União, a título de ajuda para o desenvolvimento, cerca de R$ 240 milhões, para socorro às cidades afetadas com as chuvas, recuperação de estradas, urbanização da Rocinha e finalização das obras do complexo do Maracanã.

– Muitos dizem que esse é um ano difícil, em virtude do orçamento apertado que temos, com muitos compromissos para honrar, mas acredito que estamos tendo um bom desempenho. Só nesses dois meses já conseguimos R$ 240 milhões e o presidente Lula estará aqui nesta quarta-feira para assinar liberação de mais recursos. Nessa parceria o grande vencedor tem sido o cidadão fluminense – afirmou o secretário.

Entre outros recursos a serem definidos para o Rio está a liberação de R$ 1,2 bilhão para a construção de casas populares na Região Metropolitana.

Segundo Pezão, dentro dessa parceria com a Caixa Econômica Federal para a construção de habitações populares com os municípios do interior, serão construídas 3.190 casas esse ano.

As obras do Padem, por determinação do governador Sérgio Cabral, também serão retomadas em maio, enquanto o DER irá se concentrar nas obras do Arco Rodoviário, empreendimento de cerca de R$ 700 milhões, ligando Itaboraí ao Porto de Sepetiba. O projeto básico deve ser entregue em junho, para que a licitação e o início da obra possam começar ainda esse ano.

O Emop vai se concentrar nas obras da Rocinha, na retomada das obras do Morro Dona Marta, ma finalização do complexo do Maracanã e do Estádio de Remo da Lagoa e nas obras de recuperação de escolas e hospitais.