Pelé discorda de críticas à lista dos cem melhores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 30 de março de 2004 as 02:54, por: cdb

Pelé justificou na noite da última segunda-feira os critérios que o levaram a escolher os cem melhores jogadores a pedido da Fifa. A lista, divulgada no último mês, causou muita polêmica no Brasil.

– Os jogadores que estão na lista não representam necessariamente os melhores do mundo. Foi uma lista para a Fifa, que queria fazer um livro, tirar fotos e vender isso tudo. Tanto que coloquei a Mia Hamm na lista, uma jogadora que fatura mais em merchandising nos Estados Unidos do que o próprio Pelé – disse o ex-jogador, que participou do programa ‘Bem, Amigos’, da Sportv.
Alguns dos ex-companheiros de Pelé ficaram chateados por não terem sido lembrados ou terem sido citados em posições irrisórias.

– Eu tenho certeza que, se eu tivesse de escolher, teria muito mais gente do que os cem. Me disseram que o Gérson ficou chateado e, se isso aconteceu, que faça uma lista dele – comentou, bem-humorado.

– Essa insatisfação foi só no Brasil. Na França, ficaram satisfeitos. Na Coréia, então ficaram muito felizes – continuou Pelé, que incluiu 15 atletas brasileiros na lista.

O Rei estava acompanhado de Aníbal Massaini Neto, diretor do filme ‘Pelé Eterno’, que contou histórias da vida e da carreira do ex-jogador.

Os jogadores da Seleção Brasileira Ronaldo, Ronaldinho e Kaká, que estão concentrados em Assunção para o jogo contra o Paraguai, conversaram e trocaram elogios com Pelé.

– Tenho certeza que eles terão um bom desempenho – disse o Rei.