Pedido de demissão é desmentido pela Assessoria de Graziano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de março de 2003 as 09:17, por: cdb

A assessoria do Ministério Extraordinário de Combate à Fome e Segurança Alimentar (Mesa) desmentiu, nesta quinta-feira, rumores que se intensificaram ao longo do dia de que o ministro José Graziano teria pedido demissão ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O desmentido foi divulgado enquanto o ministro ainda estava reunido com o presidente Lula e com o assessor especial da Presidência, Frei Betto, no Palácio do Planalto, para discutir questões relacionadas ao programa Fome Zero.

Alguns órgãos da imprensa brasileira divulgaram nesta quinta-feira informações de que Lula estaria insatisfeito com o ritmo dado à execução do programa e analisando a substituição do ministro.

O programa Fome Zero foi definido como a prioridade do novo governo, antes mesmo de sua posse, em janeiro último.

Desempenho do programa

Coincidindo com as informações sobre uma eventual substituição de Graziano, foi divulgada em Brasília uma pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), revelando que 72,2% dos entrevistados que têm conhecimento do Programa Fome Zero acham que as ações de combate à fome no país estavam sendo bem conduzidas.

De acordo com a pesquisa, 45% dos entrevistados fazem uma avaliação positiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O desempenho do presidente Lula foi aprovado por 78,9% dos entrevistados, enquanto 12,3% o desaprovam.

Além disso, os entrevistados estão dando mais tempo ao Governo Lula para mudar a vida dos brasileiros: o tempo médio necessário para isso passou de 1,8 ano para 2,2 anos.

A pesquisa CNT/Censo ouviu duas mil pessoas, no período de 8 a 10 de março, em 195 municípios de 24 estados, nas cinco regiões brasileiras.

Benedita se diz satisfeita

A ministra da Assistência e Promoção Social, Benedita da Silva, que participou de reunião de mais de três horas na Câmara de Política Social, no Palácio do Planalto, negou que tenha discutido problemas na execução do Fome Zero.

Segundo Benedita, o encontro teve como objetivo debater com outros ministros uma forma de “otimizar” as ações de todas as pastas para canalizar os esforços prioritariamente para o programa Fome Zero.

De acordo com Benedita, apenas ações de sua pasta foram discutidas durante a reunião, mas todos os ministros devem apresentar propostas para articulação no Executivo, que serão entregues ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva em uma reunião ainda sem data marcada.

“Vamos apresentar um diagnóstico de todas as ações sociais para que tenhamos um plano nacional de políticas sociais do governo”, disse.

Questionada se o esforço de integração indicava algum problema na execução do Fome Zero, Benedita descartou tal possibilidade.

“Nós não temos nenhuma dificuldade com o Fome Zero. Pelo contrário, ele está criando uma expectativa muito grande e uma demanda para as ações que estamos implementando nos ministérios”, garantiu.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou da reunião, junto com José Dirceu, da Casa Civil; Luiz Gushiken, secretário de Comunicação de Governo; Miguel Rosseto, do Desenvolvimento Agrário; Cristovam Buarque, da Educação.

Também participaram da reunião os ministros Humberto Costa, da Saúde; Ciro Gomes, da Integração Nacional; Roberto Rodrigues, da Agricultura; Guido Mantega, do Planejamento, Orçamento e Gestão; Walfrido Mares Guia, do Turismo; e Agnelo Queiroz, do Esporte.