PDT vai quer abrir CPI após morte de vereador em São Gonçalo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 8 de junho de 2003 as 22:09, por: cdb

O assassinato do vereador de São Gonçalo (região metropolitana do Rio) Luís Carlos da Silva, o Luís do Posto (PDT), levará o partido a pedir a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na Assembléia Legislativa do Rio para investigar crimes políticos.

O líder da bancada, deputado Paulo Ramos informou que começará essa semana a coletar assinaturas para aprovação da CPI. Luís do Posto foi assassinado na madrugada do último sábado com seis tiros quando voltava para casa em São Gonçalo. Ele tinha 39 anos.

O presidente da Câmara Municipal, José Roberto Cordeiro (sem partido) disse que o departamento jurídico da casa vai acompanhar de perto as investigações.

– Está na hora de os crimes que acontecem na cidade sejam esclarecidos. Vamos colaborar no que for preciso – declarou.

Investigações

Responsável pelas investigações, o titular da 75ª Delegacia de Polícia (São Gonçalo), delegado Renato Vieira disse que só se pronunciará sobre o inquérito após se reunir na próxima segunda-feira com o delegado regional de São Gonçalo, Renato Chernicharo.

Vieira afirmou que as hipóteses de crime político, passional ou assalto não foram descartadas.

Luís do Posto foi assassinado por dois homens que estavam em uma motocicleta. Ele levou seis tiros. Estava em seu primeiro mandato na Câmara, onde presidia a Comissão de Indústria e Comércio.