PCdoB de Recife decide pelo apoio a Geraldo Júlio (PSB)

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 26 de junho de 2012 as 09:47, por: cdb

O Comitê Municipal do PCdoB de Recife decidiu, nesta segunda-feira (25), apoiar a candidatura a prefeito de Geraldo Júlio, que foi apresentada pelo PSB. Geraldo é ex-secretário de Planejamento e Gestão e ex-secretário de Desenvolvimento Econômico do governo estadual e saiu do cargo justamente para a disputa.

Defesa das grandes conquistas alcançadas na cidade desde 2001


Segundo a nota divulgada pelo Comitê, a decisão se deve à importante trajetória de Geraldo Júlio na gestão pública, onde “exerce destacado papel na formulação e execução do vitorioso projeto político-administrativo encetado pelo governo estadual e reúne atributos pessoais que o colocam à altura da missão que assume”.

Os comunistas tomaram a decisão pelo apoio ao PSB depois de um longo trabalho em favor da unidade das forças populares e progressistas do Recife. Em 2011, a Conferência Municipal do Partido adotou resolução política na qual afirma que “o PCdoB prioriza, nas atuais circunstâncias, a construção da unidade em torno de uma candidatura majoritária única, sem entretanto descartar nenhuma outra alternativa tática que venha a ser pactuada na Frente Popular.”

Sucessão movimentada

O posicionamento do PCdoB movimenta ainda mais o quadro da sucessão na cidade. Havia uma discussão dos partidos que fazem parte da atual administração, de João da Costa , em apoiar o candidato indicado pelo partido do prefeito, ou seja, o PT.

Porém, há alguns meses, o debate dentro do PT para escolher seu nome se tornou bastante intenso, com prévias anuladas, ataques públicos e disputa interna acirrada. A decisão teve que ser tomada por uma comissão da direção nacional, que optou pela candidatura do senador Humberto Costa.

Com a indefinição que durou certo tempo, o PSB do governador Eduardo Campos definiu por apresentar a candidatura de Geraldo Júlio, angariando apoio de partidos que participam tanto base do governo, quanto da prefeitura de Recife.

Legítimo esforço

Ao também optar pela candidatura do PSB, o PCdoB justificou que ela representou “o legítimo esforço da maioria dos partidos da Frente Popular em oferecer, em tempo hábil, resposta consistente às expectativas e anseios da população”.

“Na atualidade, a existência de duas candidaturas a prefeito da mesma coalizão surge como solução tática em defesa das grandes conquistas alcançadas na cidade desde 2001, postas em risco pelo prolongamento das dificuldades internas do Partido dos Trabalhadores”, diz a nota apresentada pelos comunistas.

O texto afirma também que ao mesmo tempo em que vai lutar para levar à vitória a chapa majoritária liderada por Geraldo Júlio, os comunistas vão se empenhar para eleger uma bancada de vereadores através de uma chapa “formada por homens e mulheres testados na luta, artífices de uma campanha aguerrida, criativa, fundada na defesa do projeto comum e na força do povo”.

De Brasília,
Kerison Lopes

 

..