Paysandu vence e lidera Libertadores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de março de 2003 as 19:09, por: cdb

O Paysandu venceu a Universidad Católica por 3 a 1, nesta terça-feira, pela Copa Libertadores da América. Foi a primeira vitória do time paraense jogando perto de sua torcida, que compareceu novamente em bom número ao estádio Mangueirão, em Belém.

Em sua estréia no torneio sul-americano, o Paysandu já realizou três partidas. Venceu o Sporting Cristal, no Peru, por 2 a 0, e depois empatou por 0 a 0 com o Cerro Porteño, em Belém. Com a vitória desta terça, o time brasileiro chega aos sete pontos ganhos e assume a liderança isolada da competição.

Nesta quarta, jogam em Lima, no Peru, Sporting Cristal, com três pontos, e Cerro Porteño, com quatro. O time paraguaio pode empatar em pontos ganhos com o Paysandu, caso vença a partida. Já com três partidas e nenhum ponto ganho, a Universidad Católica está praticamente eliminada do torneio.

Paysandu e Universidad Católica voltam a jogar pela Copa Libertadores no dia 18 de março. O time brasileiro fará seu terceiro jogo seguido em casa, enfrentando o Sporting Cristal, do Peru. Já o time chileno buscará seus primeiros pontos recebendo o Cerro Porteño, no Chile.

O jogo
O Paysandu não começou bem a partida e demorou para se acertar em campo. Com isso, a Universidad Católica foi ao ataque. Aos 6min, Ormazábal cobrou falta com perigo e Ronaldo fez boa defesa. Seis minutos depois, porém, o goleiro brasileiro falhou e Alvarez, em chute cruzado, colocou o time chileno em vantagem no placar.

A partir daí virou jogo de ataque contra defesa. Sem ser mais incomodado atrás, o Paysandu lançou-se ao ataque. Mas afobado, o time brasileiro perdeu várias chances. Aos 14min, Róbson ficou com uma sobra de bola dentro da área e chutou forte, acertando a trave. Mas já havia sido marcado impedimento do atacante brasileiro.

Aos 20min, Vélber chegou a marcar, mas novamente o ataque do Paysandu estava em posição irregular. Sempre no ataque, o time brasileiro começou a esbarrar na boa atuação do goleiro Cauteruchi, da Universidad. Aos 23min, o goleiro chileno salvou sua equipe após confusão na área.

Aos 28min, novamente Cauretuchi apareceu no jogo. Balão recebeu dentro da área, dominou no peito e bateu para o gol. O goleiro chileno fez ótima defesa. O próprio Balão teve outra chance aos 38min, mas novamente parou nas mãos de Cauteruchi. Um minuto depois, Róbson marcou para o Paysandu, mas novamente em impedimento.

Sem deixar a Universidad Católica respirar, o Paysandu perdeu outra chance aos 44min, após finalização de Vélber e outra defesa de Cauteruchi. Aos 47min, o próprio Vélber cai na área e o árbitro Luis Solórzano, em decisão duvidosa, marcou pênalti. Róbson cobrou e empatou o jogo.

Se demorou para marcar no primeiro tempo, o mesmo não aconteceu com o Paysandu na etapa final. Logo aos 6min, Vélber fez ótima jogada pela direita e bateu cruzado, virando o jogo para o time brasileiro. O gol, porém, não animou o time brasileiro, que passou a jogar com mais displiscência.

Sem a mesma força ofensiva, o Paysandu permitiu o crescimento da Universidad na partida. O time chileno passou a se fazer mais presente no ataque. Com pouca qualidade na armação de suas jogadas, porém, a Universidad pouco ameaçou o gol de Ronaldo.

Com mais espaços em campo, o time brasileiro desperdiçou boas chances de contra-atacar com perigo. Mesmo assim, o Paysandu chegou ao terceiro gol. Aos 38min, Róbson recebeu pela esquerda, passou por um marcador e chutou forte, cruzado, acertando o canto esquerdo de Cauteruchi e marcando seu terceiro gol no torneio.

PAYSANDU 3 X 1 UNIVERSIDAD CATÓLICA

Local: estádio Mangueirão, em Belém
Árbitro: Felipe Russi (COL)
Auxiliares: Carlos Betancourt e Jorge Arango (COL)
Cartões amarelos: Sandro (P), Verdugo (U), Alvarez (U), Ormazábal (U), Campos (U)
Gols: Alvarez, aos 12min, e Róbson, aos 47min do primeiro tempo; Vélber, aos 6min, e Róbson, aos 38min do segundo tempo

Paysandu
Ronaldo; Rodrigo, Jorginho, Sérgio e Dênis; Sandro, Vânderson, Vélber (Lecheva) e Iarl