Paul Auster ganha Prêmio Príncipe de Astúrias de Letras 2006

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 31 de maio de 2006 as 13:30, por: cdb

Paul Auster, considerado um dos escritores americanos mais importantes de sua geração, foi agraciado, nesta quarta-feira, com o Prêmio Príncipe de Astúrias de Letras 2006, de acordo com o júri reunido na cidade espanhola de Oviedo. Auster é o quarto autor anglo-saxão a receber o prestigioso prêmio, depois de Doris Lessing, Arthur Miller e Susan Sontag.

O escritor americano chegou à votação final do prêmio junto com seu compatriota Philip Roth e o israelense Amós Oz. O júri destacou “a renovação literária” feita por Auster, ao juntar “o melhor das tradições americana e européia, inovar o relato cinematográfico e incorporar à literatura algumas de suas contribuições”.

A obra de Auster é reconhecida por seu universo literário em torno do acaso e da busca da identidade, onde realidade e fantasia invadem os espaços cotidianos do homem.

O autor recebeu a notícia em Portugal, onde dirige seu segundo filme, <i>The Inner Life of Martin Frost</i>, uma comédia que surgiu do início de <i>O Livro das Ilusões</i>, considerado um dos grandes romances do autor.

Nascido em Nova Jersey, Paul Auster, romancista e poeta, estudou na Universidade de Columbia. Entre suas obras estão <i>No país das últimas coisas</i>, <i>Palácio da Lua</i> e <i>A música do acaso</i>, que foi levado ao cinema em 1993 pelo diretor Philip Haas.

Também se destacam <i>Leviatã</i>, <i>Mr. Vertigo</i>, <i>A Trilogia de Nova York</i>, <i>Cidade de Vidro</i>, <i>Noite do Oráculo</i>, <i>O Livro das Ilusões</i>, entre outros.

O Príncipe das Astúrias de Letras é concedido à pessoa, grupo de pessoas ou instituição cujo trabalho ficcional ou de pesquisa represente uma contribuição relevante à cultura universal nos campos da literatura ou da lingüística.

O prêmio é concedido desde 1981. A entrega acontecerá em outubro, em uma cerimônia solene no teatro Campoamor de Oviedo (Astúrias, norte), presidida pelo príncipe Felipe de Borbón, herdeiro da corona espanhola.

O Prêmio Príncipe de Astúrias de Letras de 2005 foi para a escritora brasileira Nélida Piñon.