Passageiros da Vasp não conseguem trocar bilhetes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 31 de janeiro de 2005 as 09:21, por: cdb

Os passageiros da Vasp, que haviam comprado bilhetes antes de a companhia ser desautorizada a voar pelo Departamento de Aviação Civil, não conseguem trocar as passagens em outras companhias, conforme estabelecido pelo governo. O aeroporto de Cumbica, em São Paulo, é o que mais registra casos.

No balcão da TAM, os funcionários de vendas afirmam que são aceitas apenas as passagens com data até 28 de janeiro, com carimbo e assinatura do gerente da Vasp no aeroporto. Só que não há funcionários da Vasp no balcão da companhia.

No check-in da Varig, apenas cinco passageiros da Vasp são aceitos por vôo. Também só são aceitas as passagens compradas até 28 de janeiro. Os funcionários não sabem informar se há garantia de embarque e qual seria o procedimento do passageiro.

Apenas a Gol aceita passagens emitidas até o dia 31 de janeiro, com ou sem assinatura de um funcionário da Vasp. Mas o passageiro só embarca se houver lugar no vôo. Não há garantia de embarque imediato para se embarcar em Cumbica com uma passagem da Vasp.