Páscoa: tributos crescem e ovos pesam até 50% a mais no bolso

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de março de 2012 as 14:35, por: cdb

As pessoas que vão às compras em datas consagradas ao mercado de consumo, como a Páscoa, compram itens com preços elevados, contribuindo significativamente com a arrecadação tributária dos cofres públicos.
Levantamento do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) revela que a tributação em mercadorias típicas da data podem superar metade do valor da venda.

A maior incidência se dá no vinho, que carrega 54,73% de carga tributária no preço ao cliente. O peso da tributação nos ovos de chocolate e na colomba pascoal é de quase 40%. O item que apresenta a menor mordida do Leão é o buquê de flores, com carga inferior a 20%.

Atenção na escolha

A associação de consumidores Proteste alerta os consumidores a observar as embalagens com atenção, já que ovos com o mesmo número podem trazer pesos diferentes. A entidade também sugere que a troca do ovo de Páscoa por caixas de bombom e tabletes de chocolate podem trazer uma redução de até 84% nos gastos durante o período.

“A Proteste orienta a pesquisar bem antes da compra, pois até mesmo as barras de chocolates ficam mais caras nesta época do ano. A sazonalidade influencia o preço”, lembra a entidade.

Carga tributária dos produtos de Páscoa:

Produto carga tributária
Almoço em restaurante 32,31%
Bacalhau importado 43,78%
Bombons 37,61%
Brinquedos 39,70%
Buquê 17,71%
Cartão de Páscoa 37,48%
Chocolate 38,60%
Coelho de pelúcia 29,92%
Colomba pascoal chocolate 38,68%
Ovo de Páscoa 38,53%
Peixes 34,48%
Vinho 54,73%

Fonte: IBPT

Com informações da Folha

 

..