Parque Tecnológico apresenta Relatório de Atividades em 2011

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de março de 2012 as 14:45, por: cdb

A Associação Parque Tecnológico de São José dos Campos divulgou o Relatório Anual de Atividades de 2011. Entre os principais pontos publicados estão a ampliação de centros de educação, ensino superior e pesquisa tecnológica, qualificação profissional, geração de empregos, novas empresas instaladas e a evolução dos empreendimentos e projetos. A divulgação foi na sexta-feira (23).

A evolução dos empreendimentos e projetos no ambiente do Parque Tecnológico gerou a criação de 1.029 postos de trabalho diretos e indiretos. O número representa um aumento aproximado de 130% na comparação com 2010, quando haviam 450 empregados.

Os investimentos em projetos somaram R$ 1,1 bilhão, divididos entre Município, Estado, União e setor privado, sendo R$ 71,5 milhões da Prefeitura, fazendo com que cada real aplicado pelo Município fosse multiplicado por 16 em relação ao montante do valor investido em 2011.

Somente no Centro Empresarial I, 25 empresas de base tecnológica que atuam no segmento de tecnologia da informação e comunicação (TIC), instrumentação eletrônica, geoprocessamento, aeronáutica e biomédica, estão associadas e abrigadas em um espaço de 5.826 metros quadrados. E a qualificação é o diferencial dos profissionais que atuam nestas empresas e no Centro para Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista, o Cecompi. Mais de 60% possuem ensino superior, 18% com títulos de mestre e 11% com título de doutor.

Durante o exercício de 2011, o fomento para o desenvolvimento de projetos científicos e tecnológicos para fundações e agências de fomento merece destaque no levantamento. Entre os projetos elaborados, destaque especial para a produção de Resveratrol a partir de levedura da cana-de-açúcar, sensoriamento aéreo utilizando Veículos Aéreos Não-Tripulados (VANTs) em cultivo de cana-de-açúcar, Laboratório de Ensaio e Qualificação Aeroespacial de Equipamentos Eletrônicos em Radiofrequência e Laboratório de Verificação e Validação de Software Aeroespacial para Aplicações Críticas, entre outros.

Nove empresas submeteram um total de 14 projetos a instituições como a Financiadora de Estudo e Projetos (FINEP), Banco nacional de Desenvolvimento (BNDES), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e receberam cerca de R$ 1 milhão com um saldo a receber de aproximadamente R$ 11,2 milhões. Outras 14 empresas receberam investimentos diretos de terceiros e/ou investiram com recursos próprios, destinados a 22 projetos.

Por meio da interação e da parceria com instituições de Excelência no ensino público superior, o Parque Tecnológico de São José dos Campos firma-se como um dos mais ativos do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos. São oferecidas por ano 1.639 vagas para cursos de mestrado, pós-graduação, graduação e extensão, em um complexo de ensino composto por cinco instituições públicas de ensino superior: Universidade federal de São Paulo (UNIFESP), Faculdade de Tecnologia de São José dos Campos (FATEC), Universidade Aberta do Brasil (UAB), Associação Cidade da Ciência, Tecnologia e Educação (CITE), além do fruto da parceria entre a empresa Vale Soluções em Energia (VSE) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Mais recentemente, foi inaugurado o Centro de Desenvolvimento de Tecnologias de Informação, Comunicação e Multimídia (CDTIC), uma parceria do Parque Tecnológico com a Ericsson. O CDTIC terá parcerias de instituições de pesquisas tecnológicas atuantes na região e encontrará no Parque Tecnológico um ambiente propício ao desenvolvimento de processos inteligentes para a gestão de ambientes urbanos o que poderá resultar em um modelo de gestão sustentável.

Leia mais notícias: Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia