Parque Nacional de Itatiaia será revitalizado aos 70 anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de abril de 2006 as 13:32, por: cdb

Prestes a comemorar seus 70 anos, o Parque Nacional do Itatiaia – um dos recantos mais agradáveis do Estado do Rio de Janeiro – ganha nesta quarta-feira um programa de revitalização avaliado em R$ 3 milhões. A recuperação das vias de acesso, das trilhas, da sede e do centro de visitantes estão nos planos do Ministério do Meio Ambiente. O projeto inclui, ainda, a construção de dutos subterrâneos para a passagem de fiação elétrica e telefônica, com a melhoria da sinalização e o início da regularização fundiária do parque. O programa será lançado pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

Primeiro Parque Nacional brasileiro, a reserva de Itatiaia foi criada em 1937 pelo presidente Getúlio Vargas. O parque abriga centenas de nascentes, além do famoso pico das Agulhas Negras. E também da formação rochosa conhecida como Prateleiras, importante reserva de Mata Atlântica (hoje reduzida a 7% de sua extensão nacional original), e refúgio para flora e fauna bastante ricas, que incluem o sapo Flamenguinho ( Melanophryniscus moreirae), espécie que só existe na região.

Uma série de problemas afligem os admiradores do parque. São todos muito semelhantes à situação das Unidades de Conservação no Brasil: extração ilegal de madeira, caçadores, palmiteiros, invasão de gado, construções irregulares, além da deteriorização das instalações que atendem a turistas e pesquisadores.

– A soma dos parques brasileiros recebe menos visitação que qualquer parque médio nos Estados Unidos. Precisamos melhorar as estruturas para que os parques sirvam ao seu propósito original, que é o de preservar, educar, favorecer a pesquisa científica e permitir o turismo ecológico e a recreação – afirma Walter Behr, chefe do PNI.

Além do Programa 70 Anos do Parque Nacional do Itatiaia, será lançado o Programa Nacional de Estruturação de Uso Público em Parques Nacionais. Acompanhando a ministra Marina Silva estarão o superintendente do IBAMA no Rio de Janeiro, Rogério Rocco e o chefe do Parque Nacional do Itatiaia, Walter Behr, além de Valmir Ortega, diretor de ecossistemas do IBAMA.