Para Taylor, China está a caminho de uma reforma no câmbio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 29 de janeiro de 2005 as 12:39, por: cdb

O grupo dos sete países mais industrializados do mundo (G7) pediu à China que adote um regime cambial mais flexível e Pequim está tomando os passos necessários na direção desse objetivo, disse no sábado o subsecretário do Tesouro dos Estados Unidos, John Taylor.

Falando durante uma sessão sobre a economia norte-americana no Fórum Econômico Mundial, Taylor disse que a China está tentando evitar o superaquecimento de sua economia e a aceleração da inflação.

A China prefere usar a política monetária e controles administrativos para atingir esses objetivos.
– Usar a política monetária é realmente o caminho que eles querem percorrer e isso significa se dirigir a uma taxa de câmbio flexível, e todo o G7 pediu para a China fazer isso – disse Taylor.

Mais cedo, o vice-prêmie chinês, Huang Ju, disse que o país não tem um cronograma específico para reformar seu regime cambial. Repetindo o que já havia sido dito por autoridades do banco central chinês na sexta-feira, Ju disse que o país precisa primeiro reformular o sistema bancário.