Para secretário-adjunto, crise não tira credibilidade da Receita

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 15 de outubro de 2003 as 14:49, por: cdb

O secretário-adjunto da Receita Federal, Ricardo Pinheiro, disse ter confiança de que a crise envolvendo a cúpula da instituição está superada. O secretário disse acreditar que a credibilidade da Receita, como órgão arrecadador e fiscalizador, não foi comprometida pela crise. “A Receita não vai perder a sua credibilidade por um problema pontual, que se pressupõe superado”, afirmou o secretário. ” Ela é um exemplo não só na eficácia do combate à evasão tributária, mas também no combate à corrupção dentro da casa”.

A crise na cúpula da Receita foi destaque, nas últimas semanas, com a publicação de gravações telefônicas de conversas dos principais dirigentes da instituição e um embate público entre a sua cúpula e o corregedor-geral do órgão, Moacir Leão. Na segunda-feira, o ministro da Fazenda, Antônio Palocci, deu um ultimato ao secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, e ao corregedor para que superassem as divergências.

O secretário-adjunto disse que a imagem que vai permanecer é a da Receita que “tenta se superar e atender às necessidades da sociedade”. Sobre as investigações de vazamentos de informações sigilosas, Pinheiro disse apenas que existe um pedido do secretário Jorge Rachid à Polícia Federal. “O problema foi levado à Polícia Federal”, disse Pinheiro.