Para Lula, Ciro não pode esconder o que disse

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de agosto de 2002 as 21:05, por: cdb

Candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, voltou a afirmar nesta terça-feira que não fará nenhum “jogo rasteiro” na campanha, mas aproveitou algumas perguntas feitas por jornalistas para alfinetar Ciro Gomes, presidenciável do PPS. Segundo o petista, ele não fará o que Ciro fez, tentando esconder o que disse no passado, como sua afirmação de que havia estudado a vida inteira em escola pública. “Se eu disse, está dito. O Ciro não pode esconder que disse que só tinha estudado em escola pública”, afirmou Lula.

Lula não comentou o resultado da última pesquisa, feita pelo Instituto Vox Populi, que coloca Ciro em queda. “Obviamente não ganhamos nada ainda, mas os indicadores são bons. Não tenho o que lamentar. Tem gente que tem muito mais a lamentar do que eu”.

Em seu discurso para os trabalhadores rurais na Confederação dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Lula afirmou: “Já perdi três eleições. Já apanhei muito, aprendi muito também e acho que desta vez estamos agindo certo, de forma serena, sem atacar ninguém”. O petista também se vangloriou da recepção que teve da Febraban e dos operadores da Bolsa de Valores de São Paulo. “Antes eu era vaiado quando passava na porta”.