Para Alckmin, fazer oposição é “tão patriótico” quanto ser governista

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 1 de janeiro de 2011 as 19:00, por: cdb

>
01/01/2011Para Alckmin, fazer oposição é “tão patriótico” quanto ser governista

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Um dos principais nomes da oposição à presidenta Dilma Rousseff, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse hoje (1º) que ser de oposição é “tão patriótico” como ser aliado do governo. Alckmin compareceu esta noite ao coquetel de posse da presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Itamaraty. O governador fez campanha para o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, que concorreu com Dilma nas últimas eleições.

“Na democracia, quem ganha governa e quem perde faz oposição. É tão patriótico ser governo como ser oposição”, disse o governador. Além de Alckmin, vários governadores participam do coquetel de posse, como o do Ceará, Cid Gomes (PSB), e o de Sergipe, Marcelo Déda (PT).

O coquetel, oferecido no Itamaraty, foi preparado para cerca de 3 mil pessoas. São servidos vinhos nacionais, refrigerantes, sucos, água e canapés leves. Cerca de 80 convidados estrangeiros participaram das cerimônias de posse.

Edição: Vinicius Doria
 

Leia também:

Dilma pode contar com apoio de governadores do PSDB, diz Perillo Dilma pede união e apoio de aliados e oposição Dilma afirma que estende a mão à oposição