Palocci volta a afirmar que críticas não mudam rumo do governo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de maio de 2003 as 18:20, por: cdb

– É natural, neste momento, que se pergunte quanto tempo será necessário para dobrar de vez a inflação e criar condições para um crescimento maior, mas é preciso lembrar que saímos de um momento de crise aguda, de inflação alta e de grande Risco Brasil – disse o ministro da Fazenda, Antônio Palocci.

Ele reiterou que as críticas não mudarão a política econômica do Governo Lula, “nem mesmo aquelas vindas de dentro do próprio Governo”. E disse não considerar as declarações do vice-presidente José Alencar como críticas. Palocci disse que as pessoas gostam de falar mal do remédio e não da doença. E acrescentou: “Parece até que o Governo faz juros altos porque gosta, mas estamos diante de uma doença grave, que é a inflação”. Ele lembrou que no ano passado, projetada para 2003, a inflação passava de 30%.