Palocci nega que meta de superávit primário para 2003 esteja definida

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 27 de janeiro de 2003 as 00:13, por: cdb

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, informou, esta noite, ao chegar na Embaixada do Brasil em Berlim, que a questão da elevação do superávit primário somente será analisada após seu retorno ao Brasil. “Estas coisas não posso anunciar fora do Brasil. Nós estamos fechando a análise do orçamento e logo nas próximas semanas vamos analisar isso e tomar uma decisão”, disse o ministro.

Palocci negou que o governo já tenha definido que a meta será de 4% do PIB, acima dos 3,75% estabelecidos no acordo com o Fundo Monetário Internacional assinado pelo governo Fernando Henrique Cardoso.

Em conversa com jornalistas, Palocci destacou a importância da participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Fórum Social Mundial e no Fórum Econômico Mundial. Segundo ele, o debate faz parte da democracia. “O presidente Lula, indo a Davos, indo a Porto Alegre, iniciou um processo muito importante do debate de ângulos diferentes de visão do mundo”. afirmou.

Palocci acrescentou que acompanhará toda programação de Lula, amanhã (27), em Berlim, e também manterá uma reunião de trabalho com o ministro das Finanças alemão.