Palestra sobre mercado de trabalho dá início a cursos de qualificação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de março de 2012 as 12:14, por: cdb

Ampliar as oportunidades educacionais por meio do incremento da formação profissional para beneficiários dos programas federais de transferência de renda. Com esse objetivo, a Prefeitura de Vila Velha organizou na última quinta-feira (01), uma aula inaugural para apresentar, aos 301 alunos selecionados, os conteúdos dos 16 cursos gratuitos de qualificação profissional do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Uma palestra sobre o mercado de trabalho também foi programada para o evento, realizado na Faculdade Novo Milênio, em Coqueiral de Itaparica. O prefeito Neucimar Fraga incentivou os alunos a acreditarem nos próprios sonhos e a se empenharem na realização dos cursos, que podem fazer a diferença na  vida de cada um.

Direcionadas para pessoas de 18 a 59 anos, que tenham até a 9º série, as aulas começam neste mês de março e serão executadas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Os cursos terão duração média de dois meses e vão ser ministrados em turnos diferentes nas unidades de ensino e nos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município.

“Vila Velha vive um momento de desenvolvimento socioeconômico que nos aponta cada vez mais na direção do pleno emprego. Diante dessa realidade, surge a necessidade de formar profissionais qualificados para atuar num mercado globalizado, cada vez mais exigente”, disse o prefeito Neucimar Fraga.

Competitividade

Segundo a secretária de Assistência Social, Candida Maria Almeida, o Pronatec é um conjunto de ações do Governo Federal que visa à expansão e à democratização da oferta de cursos de educação profissional técnica de nível médio e de formação inicial e continuada de trabalhadores. “Essa iniciativa vai trazer mais competitividade para a indústria, desenvolvimento para a nossa cidade e qualidade de vida para o trabalhador”, falou Candida.

A subsecretária Municipal de Trabalho, Emprego e Renda, Linda Morais, também informou que a meta é a de inserir 70% dos alunos formados no mercado de trabalho. “Teremos uma equipe específica para fazer esses encaminhamentos. A proposta do Pronatec é a de formar técnica e profissionalmente pessoas em situação de vulnerabilidade social. Por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine), vamos oferecer emprego”, garantiu Linda Moraes.

Atento a tudo que ouviu na palestra ministrada pelo superintendente de Senac, Tiago Moltinho Trancoso, sobre o mercado de trabalho no Espírito Santo, o morador do Bairro Glória, Valmir Rodrigues Moreira, de 34 anos, disse que já se vê com o diploma na mão. “Quero trabalhar em uma grande siderúrgica. Faço serviços gerais em um condomínio, mas quero me profissionalizar para conseguir um emprego melhor e realizar o meu sonho”, ressaltou Valmir.

Quem também não quis perder a chance de se profissionalizar foi Andréa Correia Meireles, de 33 anos, mãe de cinco filhos. “Vou fazer o curso de costureira industrial. Qualificada, tudo será mais fácil na minha vida”, comentou Andréa.

Parceria

O Pronatec será executado em Vila Velha por meio de uma parceria entre as secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico (Semdec), Educação (Semed) e Ação Social (Semas). O programa integra o projeto Brasil Sem Miséria, do Ministério do Desenvolvimento Social.

Alunos

Os alunos selecionados terão acesso aos seguintes programas do Governo Federal: Brasil Alfabetizado, que visa a elevar a escolaridade dos jovens acima de 15 anos; Brasil Sorridente, que busca melhorar as condições de saúde bucal do cidadão e prevê distribuição gratuita de próteses e o Programa Olhar Brasil, que identifica problemas visuais e distribui gratuitamente óculos para o cidadão.

 

Oportunidades de qualificação oferecidas  (todas as vagas foram preenchidas)

 

Para quem tem escolaridade entre 1ª a 4ª série / Locais dos cursos

1. Depilação = 15 vagas/vespertino. Aulas no CRAS do Bairro Alecrim;

2. Almoxarife de obras = 30 vagas/noturno. Aulas na Unidade Municipal de Ensino Fundamental (UMEF) Antônio Bezerra de Farias;

3. Atendente de lanchonete = 30 vagas/noturno. Aulas na UMEF Luiz Malizeck;

4. Auxiliar de confeitaria = 30 vagas/vespertino. Aulas no CRAS do bairro Morada da Barra;

5. Porteiro e vigia = 30 vagas/noturno. Aulas na UMEF Gov. Cristiano Dias Lopes Filho;

6. Manicure e Pedicure = 12 vagas/vespertino. Aulas no CRAS do Bairro Alecrim;

 

Para quem tem escolaridade entre 5ª a 9ª série / Locais dos cursos

1. Costureiro industrial = 24 vagas/noturno. Aulas no CRAS do Bairro Jardim Asteca;

2. Padeiro e confeiteiro = 20 vagas/noturno. Aulas na UMEF Juiz Jairo de Mattos;

3. Soldador do processo eletrodo revestido = 20 vagas/vespertino. Aulas na Secretaria Municipal de Obras, em Jaburuna;

4. Soldador MIG/MAG= 20 vagas/noturno. Aulas na Secretaria Municipal de Obras, em Jaburuna;

5. Auxiliar de operações em logística = 25 vagas/noturno. Aulas na UMEF Antônio Bezerra de Farias;

6. Cabeleireiro – 20 vagas/vespertino. Aulas no CRAS do Bairro Jardim Asteca;

7. Operador de computador = 25 vagas/vespertino. Aulas no CRAS do Bairro Jardim Asteca;

 

 

Informações à imprensa:

Assessoria de Comunicação Semas

Regina Alves

27 3149-7924 / 9800-2020