Palácio das Artes recebe concerto de premiação do Concurso Jovens Solistas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de março de 2012 as 13:26, por: cdb

Pelo terceiro ano consecutivo, a Fundação Clóvis Salgado dá continuidade ao Concurso Jovens Solistas, que desta vez selecionou quatro jovens na categoria instrumentistas: Patrícia Glatze do Carmo (piano), Richard Gonçalves (violoncelo), Aline Regina de Alcântara (trombone) e Laura Von Atzingen Santos Cardoso (violino). O objetivo é fazer com que jovens artistas possam se inserir no mercado de trabalho atuando ao lado de grandes nomes da música erudita. Sob a regência do maestro titular da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (OSMG), Roberto Tibiriçá, o concerto de premiação do concurso acontece segunda, dia 26, às 20h30, no Grande Teatro do Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1.537, Centro). No programa da noite, obras de Kabalevsky, Bruch, Grondahl e Liszt. Os ingressos custam R$ 20, com meia entrada a R$ 10.

Para o maestro Roberto Tibiriçá, os concursos para jovens solistas são uma das formas mais eficazes de promover e prestigiar o trabalho e estudo dos jovens aspirantes a solistas, tanto de instrumentos como de canto. “Acredito que, com esta edição do concurso, a Fundação Clóvis Salgado continua um dos seus principais papéis no cenário cultural brasileiro, que é incentivar e apresentar os jovens estudantes de música clássica junto a profissionais da casa, no Grande Teatro do Palácio das Artes. Um sonho para qualquer jovem”, afirma Tibiriçá.

Orquestra Sinfônica

A Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, um dos corpos artísticos da Fundação Clóvis Salgado, é um dos mais importantes patrimônios artístico-culturais de Minas Gerais. Fundada em 1976, interpreta um repertório que compreende todos os períodos da história da música escrita para orquestra, com óperas, balés, concertos, poemas sinfônicos e grandes obras sinfônico-corais. Entre os regentes titulares de sua história figuram os maestros Wolfang Groth, Emilio De César, Sérgio Magnani, Carlos Alberto Pinto da Fonseca, Aylton Escobar, David Machado, Afrânio Lacerda, Holger Kolodziej e Marcelo Ramos. A orquestra diversificou sua atuação em óperas, balés, concertos, apresentações ao ar livre, na capital e no interior, executando um repertório que abrange todos os períodos da música sinfônica, do barroco ao contemporâneo. O maestro Roberto Tibiriçá é o regente titular e Gabriel Rhein Schireto é o atual regente residente.

Mais informações pelo site www.fcs.mg.gov.br.