Paim é barrado na porta do gabinete de Berzoini

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 3 de junho de 2003 as 16:07, por: cdb

O ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, recusou-se nesta terça-feira a receber o senador Paulo Paim (PT-RS), vice-presidente do Senado em seu gabinete. O senador havia combinado na semana passada que entregaria pessoalmente ao ministro uma proposta alternativa para a Reforma da Previdência.

O horário foi marcado com antecedência e o encontro estava previsto na agenda de Berzoini. Entretanto, o ministro, por meio da chefia de gabinete, alegou falta de horário para receber o senador.

– Eu entendo o ministro, respeito a independência dos poderes, mas todos os ministros que vão ao Senado eu recebo, como vice-presidente ou presidente em exercício da Casa – afirmou Paim, barrado na porta do gabinete do ministro.

O senador fez outra tentativa. Pediu ao chefe de gabinete apenas 30 segundos apenas para entregar a proposta pessoalmente ao ministro. Pedido não atendido novamente. Outra tentativa: Paim pede para conversar com Berzoini por telefone. Novamente pedido recusado.

Com todas os pedidos recusados, o senador teve de entregar sua proposta de reforma, formulada com entidades de trabalhadores, ao secretário de Previdência Social, Helmut Schwarzer.

Essa foi a terceira vez que Berzoini recusou-se a ter encontros importantes em seu gabinete. Por duas vezes, os integrantes da missão do FMI (Fundo Monetário Internacional) ao Brasil foram recebidos por técnicos da Previdência. Berzoini recusou-se a atendê-los também.