Pagamento de juros piora contas públicas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 7 de outubro de 2003 as 19:29, por: cdb

Apesar de todo o esforço fiscal do governo, os gastos com juros cresceram mais que a economia feita para pagá-los, o chamado superávit primário, e a dívida líquida do setor público consolidado cresceu, atingindo 57,7% do PIB em agosto. A observação consta de nota de conjuntura divulgada hoje pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), órgão do Ministério do Planejamento

Mesmo apontando o crescimento da dívida, o tom da nota é de otimismo. Segundo o Ipea, a redução da taxa de juros, iniciada em julho, tende a aliviar a pressão dos encargos financeiros sobre a dívida nos próximos meses. Os gastos com juros do setor público este ano até agosto corresponderam a 10,20% do PIB, um aumento de 3,03 pontos porcentuais em relação ao gasto com juros em relação ao PIB no mesmo período do ano passado.

Mesmo com o superávit primário tendo aumentado de 4,41% do PIB nos primeiros oito meses de 2002 para 4,91% em igual período deste ano, o déficit nominal como proporção do PIB passou de 2,75% para 5,29% do PIB.