Pacto tripartite pode por fim a esta situação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 24 de março de 2011 as 13:30, por: cdb

Além de exigir das empreiteiras respeito aos direitos sociais e trabalhistas desses operários (leiam post acima), regras civilizadas na relação entre empresas-trabalhadores, o governo, as entidades sindicais de trabalhadores e as próprias empresas, precisam combater, também, a figura do “gato”.

Este agenciador contrata esses trabalhadores nos mais diversos pontos do Brasil, desloca-os para as grandes obras, sob as mais mirabolantes promessas, e não cumpre nenhuma delas. Na maioria dos casos, desaparece em seguida para aliciar outros trabalhadores.

O governo, felizmente, está prestes a fechar o mesmo acordo tripartite que celebrou com a agroindústria – governo/empresas/trabalhadores – contra as péssimas condições de trabalho no campo, ao qual já aderiram assinando o protocolo cerca de 500 usinas e empresas sucroalcooleiras.

O pacto se dará agora no setor da implantação da infraestrutura. Como venho dizendo aqui, este acordo é a melhor forma de acabarmos de uma vez por todas com o trabalho degradante nas obras de infraestrutura do país.

 

Não há outra saída. Temos que mudar já as relações trabalhistas nas grandes obras. O Brasil não pode mais conviver com condições de trabalho precárias ou desumanas, até porque nossas leis nos possibilitam erradicar isto.