Oriente Médio mudou com a guerra, diz Blair

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 29 de maio de 2003 as 18:35, por: cdb

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, disse que a guerra no Iraque provavelmente será vista como um momento “divisor de águas” do século 21.

Falando para soldados britânicos na cidade de Basra, no sul do Iraque, Blair disse que a queda de Saddam Hussein mudou o clima no Oriente Médio e abriu caminho para progressos no processo de paz entre palestinos e israelenses.

O premiê britânico disse ainda que a guerra permitiu a criação de um novo ambiente para que os Estados Unidos e a Grã-Bretanha possam resolver suas diferenças com a Síria e o Irã.

Blair foi o primeiro chefe de governo ocidental a visitar o Iraque depois da guerra. Ele foi a duas bases militares no sul do Iraque e visitou crianças em uma escola de Basra, em meio a críticas quanto à situação dos serviços básicos no Iraque pós-guerra.

Armas

A visita de Blair ao Iraque ocorreu também durante mais uma polêmica sobre a existência no país das supostas armas de destruição em massa, que serviram de justificativa para a guerra.

Em entrevista, um funcionário do serviço de inteligência britânico disse que o governo determinou que um dossiê sobre as armas proibidas fosse modificado, incluindo detalhes com os quais muitos agentes não concordavam.

Entre esses detalhes, estava a avaliação – não considerada originalmente no dossiê por vir de apenas uma fonte – de que as supostas armas poderiam ser ativadas em 45 minutos.

O governo britânico negou as acusações de interferência e disse que todas as palavras do dossiê vieram dos serviços de inteligência do país.

Blair não fez comentários diretos sobre as novas acusações durante a visita ao Iraque.

– Eu sei que há muitas desavenças sobre minha decisão de ordenar a ação – disse Blair em um discurso para cerca de 400 soldados britânicos do lado de fora de um dos antigos palácios presidenciais em Basra. E aproveitou a ocasião para elogiar os soldados.

– Mas eu posso assegurá-los de uma coisa: não há absolutamente nenhuma discussão sobre o profissionalismo, a coragem e a dedicação de vocês, não apenas na maneira com que vocês venceram a guerra — o que foi extraordinário — como também na maneira como vocês estão conduzindo a paz – acrescentou Blair.