Orçamento de Bush condena o salvamento do telescópio Hubble

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 7 de fevereiro de 2005 as 15:18, por: cdb

O projeto de orçamento apresentado nesta segunda-feira pelo presidente dos EUA, George W. Bush, não inclui fundos para salvar o telescópio espacial “Hubble“, que nos últimos quinze anos revolucionou a pesquisa no cosmos.

O “Hubble“, lançado em 1990 para orbitar a 600 quilômetros da Terra, ampliou a compreensão do Universo mais do que qualquer outro avanço tecnológico desde que Galileu Galilei usou seus telescópios em 1610.

Os equipamentos do “Hubble” continuam operando, mas as baterias estão se esgotando, e uma missão de manutenção que estava prevista para 2004 foi cancelada desde que a catástrofe da nave “Columbia” em fevereiro de 2003 levou à suspensão dos vôos desse tipo de nave.

– Decidimos que os riscos implicados no serviço de manutenção do ‘Hubble‘ neste momento não fazem merecer um esforço para seguir adiante – disse o contralor da Nasa, Steve Isakowitz, que reconheceu que o telescópio espacial “é uma nave que agoniza”.

O plano de orçamento de Bush para o período fiscal 2006 (que começa em 1 de outubro) inclui um aumento de 2,4% na verba total para a Nasa, que é de 16,5 bilhões de dólares.

Mas, desta quantia, só se gastariam 93 milhões de dólares no “Hubble“. Dessa verba, cerca de 75 milhões estão destinados à operação de retirá-lo de sua órbita para que, no fim desta década, entre na atmosfera terrestre e se destrua sobre um oceano.