Oposição é vencedora de eleições no Quênia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 30 de dezembro de 2002 as 00:12, por: cdb

A principal aliança de oposição do Quênia, a coligação Arco-Íris, foi a grande vencedora das eleições presidenciais e parlamentares do país.

A vitória do candidato Mwai Kibaki para presidente representa o fim de quatro décadas de poder do partido Kanu (União Nacional Africana do Quênia). De acordo com resultados não-oficiais, Kibaki obteve cerca de 62% dos votos, contra 29% do candidato governista, Uhuru Kenyatta.

Kibaki prometeu realizar mudanças radicais durante seu governo, acabar com a corrupção e reconstruir o Quênia.

O Kanu está no poder desde a independência do país, em 1963, e é alvo de acusações de corrupção e ineficiência na condução da economia do país, que está estagnada. Mais da metade dos 30 milhões de quenianos vivem com menos de um dólar por dia.

Votação

O candidato governista, Uhuru Kenyatta, já admitiu a derrota.

De acordo com observadores internacionais, as eleições foram pacíficas, transparentes e justas.

Nas eleições parlamentares, os primeiros resultados apontam que a coligação Arco-Íris conquistou 114 cadeiras. O partido Kanu teria conseguido apenas 42 lugares.

De acordo com Cathy Jenkins, correspondente da BBC em Nairóbi, há grande expectativa em relação ao governo de Kibaki.

Segundo ela, é crucial que o novo presidente realmente combata a corrupção, se quiser recuperar a confiança de instituições financeiras internacionais.

Mas, o primeiro desafio do novo presidente será assegurar que os membros de sua própria coligação estão prontos para mudanças. A aliança contém vários políticos que faziam parte do Kanu, mas foram para a oposição pouco antes das eleições.