Opinião pública é “arma eficaz” contra a guerra, diz Fidel

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de março de 2003 as 15:48, por: cdb

O presidente de Cuba, Fidel Castro, disse que a opinião pública internacional, em particular a dos Estados Unidos, é a “arma mais eficaz” que o mundo tem atualmente para combater as doutrinas belicistas.

Fidel voltou a falar sobre o conflito no Iraque na última segunda-feira (24), em discurso no Plenário da União de Jornalistas de Cuba, informou nessa terça-feira a Agência Prensa Latina.

Segundo o líder cubano, depois dos frustrados esforços das Nações Unidas para evitar a guerra, as mobilizações terão um papel decisivo no restabelecimento da paz.

Fidel afirmou opinou que os americanos desempenharão um importante papel à medida que forem se conscientizando sobre a guerra, a partir das imagens dos bombardeios no país árabe.

O presidente cubano considera que atualmente está sendo travada no mundo uma batalha de idéias para resistir a doutrinas que não existiam, em referência às crescentes mobilizações em diferentes países contra os ataques anglo-americanos ao Iraque.

Nesse sentido, ele disse que as grandes manifestações antibelicistas realizadas no mundo são um fenômeno insólito porque não foram convocadas por partidos políticos nem por instituições ou organizações tradicionais.

“A Casa Branca se preocupa muito mais com a opinião pública dentro dos Estados Unidos do que com a do resto do mundo, porque os cidadãos americanos são os que mais têm acesso à Internet”, disse Fidel.

O presidente cubano afirmou que a comunicação através do ciberespaço obriga os líderes políticos a elaborarem novas estratégias no campo da informação.

“Com a Internet, desaparece o monopólio das grandes transnacionais, em cujas portas nao é mais necessário bater para publicar uma notícia”, disse.

“A tecnologia -afirmou Fidel- praticamente liquidou o monopólio, que foi uma arma fundamental do domínio imperial”.