Operações para pessoa física subiram 1,1% em dezembro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de janeiro de 2005 as 16:11, por: cdb

As operações de crédito destinadas a pessoa física cresceram 1,1% em dezembro, atingindo R$ 113,6 bilhões. A evolução das carteiras foi notada, principalmente, no crédito pessoal e para aquisição de veículos. Segundo o Banco Central (BC), também foi notada uma queda de 10,6% no saldo do cheque especial, associada ao recebimento do 13.º salário.

O custo médio das operações recuou 0,7 ponto porcentual, para 45% ao ano, o que resultou num recuo também no spread bancário, que caiu 0,5 ponto porcentual em dezembro. Por conta disso, ao contrário do que vinha ocorrendo, a taxa média cobrada para as pessoas físicas caiu 1,9 ponto porcentual em dezembro, ficando em 61,5% ao ano. De acordo com o BC, a queda na taxa é explicada pelo aumento de participação do crédito consignado e o decréscimo na utilização do cheque especial.

A inadimplência teve o menor porcentual desde fevereiro de 2001. A queda foi de 1,2 ponto porcentual em dezembro, para 11,7%. A redução dos atrasos em pagamentos foi motivada pela liquidação de dívidas promovida com recursos do 13.º salário.