ONU lança guia sobre proteção em áreas de riscos de explosões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 23 de março de 2011 as 09:06, por: cdb

Manual compilado pela Comissão Econômica para a Europa, Unece, oferece regras que devem ser levadas em conta por países com minas terrestres, refinarias ou moinhos; segundo a ONU, minas matam mais de 4 mil pessoas por ano.

Foto: Unece

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Comissão Econômica da ONU para a Europa, Unece, lançou nessa terça-feira uma publicação para ajudar no reconhecimento de perigos em ambientes com alto risco de explosão, como minas, refinarias, plantas químicas e moinhos.

O guia foi criado para países que têm pouca regulamentação nesse setor, e reúne normas nacionais já existentes com as melhores práticas internacionais no tema. Segundo a ONU, minas terrestres matam cerca de 4 mil pessoas por ano.

Equipamentos Especiais

A agência afirma que, equipamentos para serem usados nesses ambientes precisam ser especialmente desenhados, instalados e reparados para eliminar riscos de faíscas e chamas. A Unece também lembra que esses aparelhos precisam de testes rigorosos e de certificados, que têm um custo muito alto.

Mas por conta de legislações diferentes, existem nações que não aceitam os testes e certificados emitidos no exterior. E sem o documento, muitos equipamentos podem ficar sem uso, reduzindo a segurança do local e da população com potencial risco de explosão.

Apelo do Unicef

Na semana passada, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, fez um apelo de US$ 498 milhões ou quase R$ 830 milhões, para combater desafios em 29 países que possuem minas terrestres.

De acordo com o Unicef, um terço das 4 mil vítimas fatais de minas antipessoais é composto de crianças.